Cristão pode festejar o Halloween? Clique aqui e leia!



RECOMENDADO PARA VOCÊ


Sempre que se aproxima o dia 31 de outubro, as escolas infantis, escolas de inglês costumam celebrar o Halloween, conhecido no Brasil como o Dia das Bruxas.

Mas será que é saudável para uma pessoa cristã, seja ela católica ou protestante, celebrar o dia das bruxas?

O Halloween é uma festa que originou-se na antiguidade com a civilização Celta, foi incorporado pelo Império Romano ao Cristianismo e após o surgimento do Protestantismo, deixou de ser uma festa exclusivamente Cristã para tornar-se uma festa popular, porém, com o tempo foi perdendo a sua "inocência" e pendeu para o lado do ocultismo.

Para saber mais sobre o Halloween eu sugiro que você assista este vídeo e depois continue a ler o texto:


A palavra 'Halloween' tem origem católica e advém do termo inglês 'All Hallows Eve' que significa 'Véspera de Todos os Santos', portanto o Halloween ainda pode ser celebrado por nós católicos, mas não da forma como vem sendo celebrado hoje, devemos voltar a forma antiga de celebrá-lo liturgicamente, preparando o nosso coração para bem celebrar o Dia de Todos os Santos.

Vestir uma criança com uma simples fantasia inocente e bater nas portas dos vizinhos dizendo as palavras "gostosuras ou travessuras" afim de ganhar um docinho, deixando bem claro para ela que isto é apenas uma simples brincadeira, não irá causar grandes problemas. O grande mal do Halloween está naquilo que vai além da brincadeiras infantis, pessoas que cultuam o mal aproveitam-se deste dia, onde as forças do mal estão sendo imensamente invocadas, para realizar rituais satânicos, magias e bruxarias.

Veja o que o Padre Alberto Gambarini fala sobre o assunto:


Portanto, quem quiser celebrar o verdadeiro Halloween, que o faça como na época em que este era somente uma inocente Festa Cristã, a Vigília por Todos os Santos, com fantasias inocentes, orações e atos de caridade como a distribuição de doces as crianças ou alimentos aos pobres.

RECOMENDADO PARA VOCÊ



Nenhum comentário:

Postar um comentário