Santa Paulina, a Primeira Santa do Brasil!




Amabile Lucia Visintainer nasceu aos dezesseis dias do mês de dezembro de 1865 na comuna italiana (cidade) chamada Vigolo Vattaro, hoje território pertencente a Itália, porém na época eram terras do Império Austro-Húngaro. Aos nove anos de idade veio junto com seus pais, Napoleone Visintainer e Anna Pianezzer, para o Brasil vindo morar diretamente na atual cidade de Nova Trento, no Vale do Itajaí em Santa Catarina.


Desde criança sempre ajudou nas atividades pastorais e sociais da Capela de Vígolo, localidade de Nova Trento onde morava e onde hoje está localizado o Santuário de Santa Paulina.


Aos 25 anos de idade, mais exatamente em 12 de julho de 1890, Amabile deu inicio a Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, quando em companhia de uma amiga chamada Virginia Rosa Nicolodi começaram piedosamente a cuidar de uma enferma em fase terminal de câncer.


Um ano depois a mulher doente veio a falecer e a dupla ganhou uma nova aliada, Teresa Anna Maule. As três então, em 1894, ganharam um terreno no Centro de Nova Trento, a Congregação então começava a crescer.

Em 1903 Madre Paulina, eleita Superiora Geral da Congregação a qual fundou, deixou a cidade de Nova Trento para dedicar-se mais uma vez a caridade, principal carisma de sua Congregação, dedicando-se ao cuidado dos idosos, dos ex-escravos e das crianças orfãs, na cidade de São Paulo, no bairro Ipiranga, onde hoje está localizada a Sede Geral da Congregação.

Madre Paulina ainda viveu 09 anos em Bragança Paulista , sempre dedicada ao cuidados dos doentes e asilados. Posteriormente, no ano de 1918 retornou para São Paulo onde continuou sua missão até o final de sua vida.

No ano de 1938, aos 73 anos de idade, descobriu estar diabética, essa doença lhe custou a amputação de um dedo e mais tarde de seu braço direito.

Diante da perda do braço Madre Paulina falou:

“Deus me pediu o dedo, depois o braço. Mas por que negar se sou toda dele? Estou devolvendo aquilo que ele me deu… Que o nome Dele seja louvado em todas as partes, por todas as pessoas e em todos os momentos.”

A doença progrediu e Madre Paulina ficou completamente cega.

No 9 de julho de 1942, aos 76 anos de idade, serenamente, Madre Paulina retornou para junto Pai, na Casa Geral de sua Congregação, onde hoje seu corpo está sepultado.

Deixou dezenas de casas das Irmãzinhas da Imaculada Conceição espalhadas por vários estados brasileiros e mais de uma centena de cartas em sua sua língua pátria, o italiano, onde relata suas provações e sua devoção ao Nosso Senhor Jesus.


Por sua vida dedicada a caridade, pelas suas provações e pela imensa fé, Madre Paulina morreu com fama de santidade. Diversas pessoas relataram terem alcançado milagres após recorrer a poderosa intercessão de Madre Paulina.

No dia 18 de outubro de 1991, em sua visita ao Brasil, na cidade de Florianópolis, Madre Paulina foi Beatificada pelo Papa João Paulo II.

E em 19 de maio de 2002, na Praça São Pedro, no Vaticano, Madre Paulina foi Canonizada, pelo Papa João Paulo II e passou a ser chamada de Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus.


Desde sua beatificação, o distrito rural de Vígolo, na cidade de Nova Trento, começou a receber inúmeros peregrinos, na então Capela de Nossa Senhora de Lourdes. Em 2002 as irmãs que lá viviam e cuidavam da obra de Santa Paulina decidiram construir o atual Santuário.


As obras iniciaram em 2003 e 926 dias depois foi inaugurado, em 22 de janeiro de 2006. O Santuário tem capacidade para três mil pessoas sentadas e mais três mil pessoas em pé, comportando uma capacidade total de seis mil pessoas.


Nas redondezas do Santuário há dezenas lojas de lembrancinhas e artigos religiosos, vários restaurantes, pousadas, casas de produtos coloniais italiano, dentre outras atrações.


O terreno ao redor do Santuário tornou-se um Parque Ecológico onde os visitantes podem ter um contato íntimo com a natureza, flores, plantas, aves, cascatas de água, tudo em meio as serras que compõem a paisagem do Vale do Itajaí.



Outros lugares interessantes que fazem parte do Complexo são: a réplica do casebre onde Madre Paulina, juntamente com sua amiga, iniciou a sua obra missionária cuidando da cancerosa, a Casa das Graças, o Museu de Seda, a Capela Nossa Senhora de Lourdes e outras atrações.

Tudo isso você vai poder apreciar agora, nestes dois vídeos onde apresento cada cantinho deste Complexo Turístico que compõe o Santuário de Santa Paulina.

CONHEÇA O SANTUÁRIO DE SANTA PAULINA - PARTE I

CONHEÇA O SANTUÁRIO DE SANTA PAULINA - PARTE II

RECEBA A BENÇÃO DE SANTA PAULINA

Conheça o Bondinho Aéreo que fazia ligação entre dois morros no entorno do Santuário

Oração a Santa Paulina

Ó Santa Paulina, que puseste toda a confiança no Pai e em Jesus e que, inspirada por Maria, decidiste ajudar o povo sofrido, nós te confiamos a Igreja que tanto amas, nossas vidas, nossas famílias, a Vida Consagrada e todo o povo de Deus.

(Pedir a graça desejada)

Santa Paulina, intercede por nós, junto a Jesus, a fim de que tenhamos a coragem de lutar sempre, na conquista de um mundo mais humano, justo e fraterno. Amém!

(Rezar o Pai-Nosso, Ave Maria e Glória)

Santa Paulina, Rogai por nós!



Nenhum comentário:

Postar um comentário