História de São Cristóvão Padroeiro dos Motoristas e Viajantes


A palavra Cristóvão tem origem no grego: Christophóros. Dividindo esta palavra em duas partes, a primeira parte, Christós, que quer dizer “Cristo” e a segunda parte, phorós, significa “portador”, portanto, Cristóvão significa o "Portador de Cristo" ou "Aquele que carrega o Cristo".


Poucos registros históricos tem-se de São Cristóvão. Conta-se que no século III havia um forte guerreiro chamado Reprobus (Réprobo), como guerreiro ele defendia o Reinado de Canaã.

Devido a sua grande força, Reprobus decide que deveria servir o individuo mais forte e poderoso deste mundo.

Logo ele percebeu que o Rei a quem servia não era o mais poderoso, pois tinha um grande medo de satanás, foi então que Reprobus, insistindo na ideia de servir o "mais poderoso", resolveu tornar-se servo de satanás.

Logo encontrou satanás, mas satanás, ao avistar um Cruz pelo caminho a desviou distantemente, estremecendo-se de medo.

Réprobo intrigado com o gesto de satanás perguntou porque havia fugido daquele objeto. Satanás respondeu:

“Houve um homem chamado Jesus Cristo que, por meio de Sua morte na Cruz, trouxe a salvação para a humanidade, e quando vejo Seu sinal, fico apavorado e fujo Dele”.


Reprobus então compreendeu quem era o verdadeiro Rei mais Poderoso do Universo e foi procurá-lo.

Durante a sua incansável procura, encontrou um velho eremita que lhe disse que para encontrar o Cristo era preciso jejuar e orar.

Reprobus não era cristão, portanto, não sabia rezar, também devido a sua estrutura física não suportaria um jejum, por isso recusou-se a seguir os conselhos do velho homem.

Foi então que o homem sugeriu que Reprobus se pusesse de prontidão às margens de um rio de difícil travessia e ali ficasse a espera de quem precisasse de ajuda para atravessá-lo.

Essa ideia agradou Reprobus, que logo se acampou próximo ao rio afim de ajudar quem precisasse.

Certa noite, um pequeno menino pediu a sua ajuda para atravessar o rio.

Lá foi, mais uma vez, rio adentro Reprobus com seu cajado na mão e o menino nos ombros. Porém, a cada passo que ele dava dentro do rio, mais o menino pesava, quase desequilibrando aquele forte homem diante as correntezas do rio.

Depois de muito penar, finalmente Reprobus conseguiu chegar com segurança a outra margem do rio. No que exclamou:

“Menino, pesas tanto como seu tivesse o mundo sobre os meus ombros!”.


O menino, então, logo respondeu:

“Bom homem, não te espantes, pois não só carregaste o mundo inteiro como também o dono do mundo. Eu sou Jesus Cristo, o Rei que estás a servir neste mundo, e, para que saibas que digo a verdade, põe teu cajado no chão junto à tua casa e amanhã verás que ele estará coberto de flores e de frutos!”

Depois este dia Reprobus decidiu mudar seu nome, e passou a chamar-se Cristóvão, que quer dizer "Carregador do Cristo".

Ele mudou-se para Lícia, região da Ásia Menor, e lá começou seu trabalho missionário confortando os cristãos presos, mas logo foi descoberto pelo Rei, que insistiu para que Cristóvão deixasse sua fé e voltasse a ser pagão, mas Cristóvão recusou-se de todas as maneiras e como castigo por defender o Cristo foi decapitado, tornando-se mais um Mártir Católico.

São Cristóvão transportou, com segurança, diante dos perigos do caminho Jesus Cristo em seus ombros, por isso, tornou-se o padroeiro dos motoristas e viajantes, que por sua intercessão junto a Jesus, sempre chegam seguros ao seu destino.

A história de São Cristóvão nos remete a uma reflexão: O jejum, a oração e a caridade, que se resume no gesto concreto de amor ao próximo, são os meios que nos conduzem ao encontro com o Cristo. Mas, servir a Jesus Cristo e carregá-lo no nosso coração não é fácil, pois o mundo parece vir contra nós, torna-se um fardo pesado, afim de que o abandonemos e desistamos da nossa caminhada. Mas com confiança e sem jamais abandoná-lo, conseguiremos chegar ao nosso destino e seremos recompensados com as flores e frutos do jardim celeste.

Que São Cristóvão nos proteja nas estradas da vida. São Cristóvão, rogai a Jesus Cristo, por todos nós!

ORAÇÃO A SÃO CRISTÓVÃO

Ó meu São Cristóvão, olhai para mim nesta viagem.
Não me deixeis sozinho nas estradas.
Livrai-me, protegei-me e defendei-me de todo mal.
Abençoai os que ficam, e acompanhai os que partem.
Abri meus olhos, dai-me paciência, tranquilidade,
calma e perseverança nesta viagem.
Atendei a esta minha oração, e ouvi este meu pedido
(fazer o pedido), que desde já agradeço.
Meu São Cristóvão, livrai-me também dos assaltos,
das intempéries e de toda espécie de perigos,
para viajar tranquilo e seguro.
Peço esta graça, não só para mim, mas também para
todas as pessoas que estão viajando.
São Cristóvão, rogai por nós!

(Rezar: Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai)

————— VÍDEOS RECOMENDADOS —————

Nenhum comentário:

Postar um comentário