Toddynho Contaminado - O que há de verdade nisto?

ITAMBYNHO PODERIA ESTAR CONTAMINADO

Uma criança de dois anos de idade passou mal e morreu após ingerir o produto Itambynho, e não o Toddynho como vem sendo anunciado nas redes sociais.



O fato aconteceu no dia 25 de agosto de 2016 em Cuiabá/MT. A criança ingeriu o produto e segundo relato da mãe,
após alguns minutos passou mal  e teve parada cardiorrespiratória, o que a levou a morte, posteriormente no hospital.

A causa mortis ainda não foi identificada, portanto, não é possível atribuir a morte ao achocolatado consumido pela criança. 

De qualquer forma, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou no dia 29 de agosto, o recolhimento do lote do achocolatado que supostamente teria causado a morte do menino, bem como, suspendeu a comercialização deste lote do produto em todo o Brasil por um período de 90 dias, ou até que o Laudo da morte do menino seja emitido.

Caso não seja constatado nenhuma relação entre o produto e a morte do menino,
o lote voltará para a comercialização no mercado normalmente. A Polícia Civil, prevê um prazo de 30 dias para investigar e divulgar a causa da morte do menino.

A Itambé Alimentos fez uma análise no produto supostamente contaminado e nada constatou de diferente neste alimento lácteo. Em nota, ainda, afirmou que comercializa o produto a mais de uma década e nunca constatou nenhum problema com o mesmo.

Portanto, a verdadeira informação é que há uma suspeita de uma criança ter morrido pela consumo do produto achocolatado Itambynho, porém, nada foi comprovado até o presente momento (30/08/16), bem como, trata-se somente de uma única criança, e não várias como vem sendo mencionado nas redes sociais.


CONFUSÃO: Itambynho X Toddynho 

O produto que foi citado como suposta causa da morte do menino é o achocolatado Itambynho, produzido pela Itambé Alimentos.

O produto Toddynho é produzido pela empresa Pepsico do Brasil (fabricante das marcas Pepsi e Elma Chips, dentre outras) e nada tem haver com o produto citado no caso do menino.

A confusão se dá porque ambos são achocolatados comercializados em caixinhas (tipo longa vida) de 200ml. e também pela popularidade do produto fabricado pela Pepsico (Toddynho).


TODDYNHO CONTAMINADO

Em agosto de 2014 a Pepsico, fabricante do Toddynho, retirou um pequeno lote do
produto Toddynho de comercialização na região de Porto Alegre, devido a uma contaminação por um bactéria que poderia causar intoxicação alimentar, porém apenas dois consumidores relataram perceber um sabor diferente no produto e apresentaram problemas de saúde após consumi-lo. 

Portanto, esclarecendo mais uma vez, o achocolatado Toddynho não tem nada haver com o caso recente do menino que veio a falecer em Cuiabá/MT após beber o achocolatado Itambynho. E, até o presente momento, ainda não foi divulgada a verdadeira causa da morte do menino, portanto, sem que seja divulgado o que realmente matou o menino, não se pode atribuir ao produto Itambynho a morte deste menino.


FONTES:

http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2016/08/anvisa-suspende-lote-de-achocolatado-apos-morte-de-crianca-em-cuiaba.html

http://oglobo.globo.com/economia/defesa-do-consumidor/pepsico-confirma-que-lote-de-toddynho-esta-contaminado-com-bacteria-13576454

Nenhum comentário:

Postar um comentário