Fim do Mistério! - Toddynho Contaminado

Em terra sem Lei três crimes levaram a morte de uma criança inocente. Achocolatado Itambynho foi envenenado por dono de mercado para matar ladrão. O mistério do "Toddynho contaminado", espalhado nas redes sociais, em especial no Whatsapp, chegou ao fim.



Num país onde o cidadão não consegue confiar na Justiça e na Segurança Pública, cada um se vira por conta própria, buscando fazer justiça com suas próprias mãos, porém isto nem sempre dá certo, aliás, na maioria das vezes, isto não dá certo!

Os crimes de envenenamento, furto e recepção de produto de furto levaram um menino de dois anos em Cuiabá/MT a morte, depois de consumir o achocolatado Itambynho, produzido pela Itambé Alimentos.

Um dono de mercado, cansado de ter seus produtos furtados pelo próprio vizinho, para sustentar o consumo de drogas, resolveu envenenar o produto preferido do ladrão, o achocolatado Itambynho, vendido em caixinhas (longa vida) de 200ml.

O empresário injetou veneno para ratos dentro da caixinha com o produto.

O ladrão mordeu a isca e furtou o produto envenenado. 

O pai da criança, comprou o produto por um preço abaixo do comercializado nos supermercados e o resto você já sabe, a criança consumiu o produto e morreu com parada cardiorrespiratória.

A princípio, a família da criança alegou a Polícia Civil ter ganhado o produto do vizinho, que aliás também foi ouvido pela polícia. Posteriormente, após descoberta de envenenamento o pai assumiu ter comprado o produto por um preço "abaixo do normal" por estar desempregado.

Segundo o proprietário do mercado, ele já havia alertado o ladrão duas vezes sobre os furtos atribuídos a ele, avisando-o que iria vingar-se, cansado do prejuízo, injetou o veneno, com um seringa, no achocolatado.

Podemos concluir, que o descaso de nossos governantes, que deixaram chegar o país chegar na situação em que está, levaram a morte da criança:

Um comerciante cansado de ter seus produtos furtados e sem esperança na Justiça, resolve agir por conta própria.

Um viciado, afim de sustentar seu vício, já que o combate as drogas é ineficaz e os traficantes conseguem comercializar livremente qualquer tipo de droga em qualquer canto do país, caiu na "isca" do comerciante.

Um pai, comete o crime de receptação de produto furtado, alegando dificuldades financeiras.

O comerciante e o ladrão foram presos, porém o número de culpados é muito maior, a própria Polícia, diz que o ladrão foi preso pois já havia mandato de prisão em aberto, devido a furtos anteriores, ou seja, este ladrão já deveria estar atrás das grades. Engraçado que ele já havia sido ouvido anteriormente sobre o presente dado ao vizinho e não ficou detido.

O tráfico de drogas, que tanta gente defende a legalização, tem grande parcela de culpa nesta morte.

E o pai da criança também cometeu um crime ao receptar o produto furtado, não foi preso. Na minha opinião, já recebeu pena grande demais pelo crime cometido.

Serve de lição a quem costuma adquirir produtos de origem duvidosa acreditando levar vantagens com isso.

Obs.: Tudo isso ainda, é considerado apenas como suspeita, até que o inquérito da Polícia Civil seja totalmente concluído.


Leia a nota publicada na página oficial da Itambé Alimentos:


























FONTES:

https://www.itambe.com.br/portal/itamblog/post/confirmado-produto-itambezinho-sem-contaminacao?gclid=CLLJ1IDM8M4CFVYIkQodLOYK_w

http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2016/09/duas-sao-presas-suspeitas-na-morte-de-crianca-apos-beber-achocolatado.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário