Saiba como eu fiz para ver o Papa Francisco de pertinho!

Eram 3.600.000 (três milhões e seiscentas mil) pessoas no Rio de Janeiro, durante a Jornada Mundial da Juventude, vindas do mundo inteiro que esperavam um momento como este, ver de pertinho o Santo Padre, o Papa Francisco.

Mas antes de continuar a leitura, assista o vídeo de um dos momentos mais inesquecíveis da minha vida:



Eu era uma destas 3,6 milhões de pessoas que participava da JMJ, nosso objetivo principal não era exatamente ver o Papa, mas sim peregrinar e celebrar juntos com Ele neste momento de fé e oração.

Só que ver o Papa era a "cereja do bolo", era o ponto culminante de toda esta jornada, afinal na Terra ele era o protagonista do Evento. Deixo bem claro, na Terra, porque, claro, DEUS era a verdadeira e única razão de tudo aquilo.

Numa manhã de sábado, na pousada em que eu me hospedava, levantei e logo vi pela TV qual seria a agenda do Papa para aquele dia, por volta das 8 horas da manhã Ele já se dirigia até a Catedral de São Sebastião no Centro do Rio de Janeiro onde celebraria uma Missa para seus conterrâneos argentinos e logo em seguida iria até a Cinelândia, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a poucas quadras da Catedral, onde teria uma audiência com as autoridades políticas do Brasil.



Eu resolvi então conhecer o Centro do Rio e apostar na sorte de ver o Papa Francisco. Eu já tinha visto ele durante sua visita a Aparecida, entretanto, foi um momento muito breve, durante seu passeio no papa móvel, eu queria mais. Era praticamente um desafio para mim.

Veja também:

Cheguei próximo ao Theatro, haviam milhares de pessoas por ali e centenas de repórteres, todos em frente ao teatro. Depois de uma longa espera, os helicópteros começaram a se movimentar e este era o sinal de que o Papa estava nas ruas, a expectativa era grande, câmeras apontadas para as escadarias em frente ao teatro, jornalistas com microfones nas mãos prontos para narrar a chegada do Papa.

Mas para nossa surpresa e decepção o Papa entrou pela porta dos fundos do teatro.

Como sabíamos que aquele Papa era surpreendente e adorava quebrar protocolos ficamos na expectativa de que ele viesse até a porta principal do Teatro e acenasse para o povo.

Além disto, quem entrou tem que sair, a nossa dúvida era por qual porta ele sairia e por onde o papa móvel passaria. Pela rua da frente onde estávamos ou pela rua de trás?

A grande maioria do pessoal, inclusive os jornalistas (até os globais) resolveram permanecer ali e esperar a saída do Papa na expectativa de que ele passasse onde eles estavam.

Eu apostei na sorte e adotei uma estratégia diferente, era tudo ou nada, resolvi ir até a porta dos fundos do teatro, porém, havia um cerco de militares em todas as ruas que davam acesso a este portão secundário.



Era impossível chegar até lá, por isso resolvi conhecer a região e caminhar mais algumas quadras a frente, quando voltei, bem na hora em que eu passava próximo a rua que dava acesso ao portão dos fundos do teatro, os militares receberam ordem de desfazer o cerco e retirar-se dali.

Era um bom e um mau sinal. Bom porque o acesso ficou liberado, eu poderia chegar até o portão, porém mau porque se os seguranças saíram dali era sinal de que o Papa não iria aparecer naquele local.

Mesmo assim desci até o portão dos fundos do teatro, pois lá estava estacionado o papa móvel, fiquei por lá, alguns jornalistas estavam por ali e policiais da Força Nacional também faziam a segurança, acabamos ficando todos juntos conversando e os policiais entraram na conversa e revelaram que não sabiam por onde o Papa passaria.



Depois de longa espera, as coisas começaram a se agitar, os militares voltaram a cercar todas a ruas que davam acesso ao local, porém, não pediram para a gente se retirar, eram poucas pessoas ali, a maioria jornalistas, e o resultado você viu no vídeo. O Papa saiu pela porta dos fundos, deixou o papa móvel e embarcou no seu Fiat Idea prata de onde seguiu para o seu almoço papal passando bem em frente onde eu estava e acenando para nós.

Minha reação? O coração quase saiu pela boca, deu um leve tremor e de imediato eu liguei para minha saudosa mãe para contar a novidade a ela. Foi assim o meu momento Papa Francisco!



Nenhum comentário:

Postar um comentário