Quando a vaidade de um l√≠der supera o amor a humanidade ūüė™



No dia 16 de abril de 2020 o nosso principal combatente na guerra contra o Coronavírus foi abatido por fogo "amigo".

Tudo indicava que o nosso General Mandetta estava conduzindo corretamente suas tropas no combate ao COVID-19.

Mas ent√£o por que ele foi demitido pelo Presidente da Rep√ļblica?

Aparentemente, o motivo foi justamente este, estar no caminho certo e destacando-se demais em Brasília.

Isto mesmo, sem d√ļvida o Ministro da Sa√ļde ofuscou a imagem do Presidente e de outras lideran√ßas e passou a ser o centro das aten√ß√Ķes nos √ļltimos dias no Brasil.

Mas por que isto aconteceu?

Simplesmente porque o Presidente adotou - mais uma vez - uma postura contrária ao mundo em relação a este caso e insistiu teimosamente em sua teoria de que o isolamento social deveria ser ignorado afim de salvar a Economia.

N√£o podemos negar que a preocupa√ß√£o com a Economia √© real e deve ser levada muito a s√©rio. Estamos prestes a viver uma recess√£o de propor√ß√Ķes nunca vistas anteriormente e que poder√° causar um desastre imensur√°vel ao nosso Pa√≠s. As pessoas poder√£o morrer de fome, sim.

Mas será que poderíamos agir em defesa da Economia neste momento e menosprezar o vírus?

Nós temos exemplos no mundo inteiro do poder devastador do vírus e os mais renomados líderes mundiais adotaram como principal medida o isolamento social.

Nós não precisamos ser iguais a todo o mundo. Nossas mães já nos ensinaram sobre isto quando queríamos acompanhar as outras crianças: "Você não é todo mundo!"

Mas existem momentos em que não podemos pagar para ver o prejuízo, principalmente quando o que está em risco é a nossa vida.


Trata-se de uma atitude narcisista e ego√≠sta do nosso Presidente acreditar que o mundo est√° errado e somente ele est√° certo, sintomas de uma arrog√Ęncia e vaidade sem limites.

Nunca na história atual da humanidade a Igreja Católica fechou as portas para os fiéis, nunca na história atual da humanidade a Igreja celebrou a Páscoa distante dos fiéis.

Vale lembrar que o Vaticano está fechado e totalmente isolado, o Vaticano é um País, com legislação própria, se o Papa quisesse abri-lo ninguém poderia impedi-lo. Será que até o Papa Francisco está errado?

Antes de responder esta pergunta, lembro que todas as a√ß√Ķes Papais s√£o tomadas em ora√ß√£o e inspira√ß√£o Divina.

Vamos entender porque é melhor adotar o combate ao vírus neste momento com o isolamento social e depois nos preocupar com a Economia.

A Economia √© uma inven√ß√£o humana, desenvolvida e conhecida pelo homem desde a antiguidade. Foi o homem, devido a suas necessidades de sobreviver socialmente que desenvolveu a Economia, portanto, o homem tem plenas condi√ß√Ķes de dominar aquilo que √© cria√ß√£o sua.

Já este vírus - independentemente da forma como surgiu - é parte integrante da natureza. E sabemos nós, a natureza é uma das poucas coisas que ainda a humanidade não conseguiu dominar.

A natureza supera o homem e por mais que o homem dedique-se incansavelmente em estudá-la e insista em dominá-la, a cada dia a natureza nos surpreende com algo novo e demonstra que é indomável e insuperável.

Raramente ouviremos falar de um economista que foi a falência, mas com frequência ouvimos relatos de renomados cardiologistas que morreram de parada cardíaca. A natureza é indomável.

Portanto, n√£o h√° d√ļvidas que entre escolher salvar a Economia, cria√ß√£o humana, conhecida e desenvolvida pelo homem h√° milhares de anos, ou nos prevenir do v√≠rus COVID 19, algo rec√©m surgido na natureza humana, ainda desconhecido pelo homem e cujo o homem n√£o encontrou uma forma eficaz de domina-lo e combate-lo, √© √≥bvio que temos que optar por nos defender do v√≠rus neste momento, para depois que a pandemia amenizar, recorrer a exemplos anteriores na hist√≥ria de supera√ß√£o da resse√ß√£o econ√īmica.

Em resumo, o homem é plenamente capaz de dominar aquilo que ele próprio criou, a Economia, mas o homem jamais será capaz de dominar em plenitude a Natureza.

Que Deus proteja o nosso Brasil e ilumine cada a√ß√£o de nossos governantes, d√™ humildade e luz ao nosso Presidente e principalmente guie o novo Ministro da Sa√ļde para que ele n√£o se renda as vaidades humanas, mas que suas atitudes sejam inspiradas pelo Esp√≠rito Santo.


Nenhum coment√°rio:

Postar um coment√°rio