Jesus Eu Confio em Vós - Festa da Divina Misericórdia




Tudo começa com Maria Faustina Kowalska, mulher nascida na cidade de Cracóvia na Polônia, no ano de 1905 e falecida em 1938, aos 33 anos de idade (mesma idade de Jesus Cristo).

A História de Santa Faustina em vídeo

Na juventude, com pouco estudo, apenas três anos de vivência escolar, mas com muito esforço, conseguiu entrar para um convento onde se tornou freira, sua entrada no convento foi por ordem do próprio Jesus Cristo a quem Santa Faustina afirmava ouvi-lo e vê-lo com frequência.


Por ordem de seu confessor a, então, Madre Faustina do Santíssimo Sacramento escreveu tudo o que ouvira de Jesus em suas aparições. Isto rendeu-lhe seis diários com centenas de páginas e repletos de mensagens que Jesus lhe comunicara constantemente.

Muito anos se passaram e muito se investigou até chegar-se a conclusão de que aquilo que a Madre Faustina escrevera em seus diários não eram apenas simples invenções de uma mente criativa mas sim, verdadeiramente eram o fruto de uma íntima conversa com o Nosso Senhor Jesus Cristo na qual, ELE falara muito de sua infinita misericórdia para conosco.

É injusto transcrever apenas algumas partes do diário, pois pela sua riqueza a mensagem deverá ser compreendida na íntegra, mas a devoção a Divina Misericórdia é recomendação do próprio Jesus Misericordioso e tudo foi transcrito nos diários de Santa Faustina.



Na noite do dia 22 de fevereiro do ano de 1931, Santa Faustina transcreve em seu primeiro caderno as seguintes recomendações ouvidas de Nosso Senhor Jesus, o Jesus Misericordioso:

À noite, quando me encontrava na minha cela, vi Nosso Senhor vestido de branco. Uma das mãos erguida para a bênção, e a outra tocava-Lhe a túnica, sobre o peito. Da túnica entreaberta sobre o peito saíam dois grandes raios, um vermelho e o outro pálido. Em silêncio, eu contemplava o Senhor; a minha alma estava cheia de temor, mas também de grande alegria. Logo depois, Jesus me disse:

"Pinta uma imagem de acordo com o modelo que estás vendo, com a inscrição: JESUS, EU CONFIO EM VÓS. Desejo que esta imagem seja venerada, primeiramente, na vossa capela e, depois, no mundo inteiro.



Prometo que a alma que venerar esta imagem não perecerá. Prometo também, já aqui na Terra, a vitória sobre os inimigos e, especialmente, na hora da morte. Eu mesmo a defenderei com minha própria Glória".


Quando falei disso ao confessor, recebi esta resposta: "Isto diz respeito a tua alma". Disse-me assim: "Pinta a imagem de Deus na tua alma". Quando saí do confessionário, ouvi novamente estas palavras:

"A Minha imagem já está na tua alma. Eu desejo que haja a Festa da Misericórdia. Quero que essa imagem, que pintarás com o pincel, seja benta solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa, e esse domingo deve ser a Festa da Misericórdia.

Desejo que os sacerdotes anunciem essa Minha grande misericórdia para com as almas pecadoras..."

Diário de Santa Faustina, números 47 a 50


Em 1994, na cidade de Curitiba, surgia o primeiro Santuário dedicado a Divina Misericórdia, no Brasil, neste ano, mais do que especial, o Ano da Misericórdia, instituído pelo Papa Francisco ocorreu no domingo após a Páscoa, conforme orienta o próprio Jesus Cristo a 22ª Festa da Misericórdia.

Conheça o Santuário da Divina Misericórdia e veja um pouquinho da Festa


O Santuário da Divina Misericórdia em Curitiba é administrado pelos padres Marianos, o complexo onde está localizado é composto pelo Santuário, loja de artigos religiosos, salão de eventos, casa paroquial, Cemitério dos Padres Marianos, uma área externa com bonitos jardins e um amplo estacionamento.

Panorâmica do interior do Santuário

Loja do Santuário

Pátio dos Fundos do Santuário

Imagem localizada no centro do Presbitério do Santuário, em destaque o Sacrário


Quer conhecer o Santuário da Divina Misericórdia em Curitiba?
Acesse: www.misericordia.org.br e obtenha maiores informações!

2 comentários:

  1. Jesus Misericordioso eu confio em Vós. Marízia Costa Carmo Lippi,5/4/16

    ResponderExcluir
  2. Jesus Misericordioso, converte, santifica-nos! Marízia, 5/4/16.

    ResponderExcluir