As Sete Dores de Nossa Senhora


Querido povo de Deus, o Sábado Santo ou Sábado de Aleluia pela manhã é dedicado as Sete Dores de Nossa Senhora ou Nossa Senhora das Dores, se olharmos superficialmente para a História da Salvação, talvez deixemos de perceber o quanto foi difícil a Missão de Maria ao deixar-se conduzir pela vontade do Pai e tornar-se a mãe do nosso Salvador.

Desde a concepção Maria passou por momentos turbulentos, a começar pelo anúncio da sua gestação a José e sua rejeição, o nascimento de Jesus foi num estábulo, no meio da lavagem e fezes dos animais, nada se assemelha aos presépios coloridos que estamos acostumados a ver no Natal.

As Sete Dores são sete momentos na vida de Nossa Senhora, que como mãe, ela sofre por causa de seu Filho. Vamos conhecer cada um destes momentos:

ENTENDA O QUE É O TRÍDUO PASCAL, EM ESPECIAL A SEXTA-FEIRA SANTA

1ª DOR - APRESENTAÇÃO DE JESUS NO TEMPLO


Quando Maria apresenta Jesus no Templo, como costume dos Judeus na época, Simeão profetiza que aquele menino seria causa de Salvação e Contradição e que uma espada transpassaria o peito de Maria.


2ª DOR - APRESENTAÇÃO DE JESUS NO TEMPLO


Logo que o Rei Herodes ficou sabendo do nascimento do "Rei dos Jesus", sentindo que o seu "trono" estava ameaçado decide matar Jesus, porém, como não sabia identificá-lo entre as demais crianças, ordena que todas as crianças recém-nascidas fossem assassinadas afim de exterminar também o Salvador. Avisados em sonho, Maria e José, fogem com o Menino para o Egito.

3ª DOR - PERDA DO MENINO JESUS NO TEMPLO


Era costume dos Judeus ir a Jerusalém para passar a Páscoa, quando Maria e José retornavam a Nazaré, junto com a comitiva, acreditavam que Jesus seguia junto com as outras crianças, porém, após três dias de viagem perceberam que Jesus não viajava com eles. Retornaram então a Jerusalém onde o encontram pregando para os doutores da Lei no Templo.


4ª DOR - JESUS A CAMINHO DO CALVÁRIO


Jesus está a caminho do calvário quando sua mãe vem a seu encontro.

5ª DOR - AOS PÉS DA CRUZ


Uma quinta dor transpassa o coração de Maria ao ver seu Filho pregado, agonizando na Cruz.

6ª DOR - LANÇA TRANSPASSA O PEITO DE JESUS


Uma lança transpassa o peito de Jesus e de lá jorram sangue e água, o peito ferido de Jesus é também causa de uma dor inimaginável no coração de Maria.

7ª DOR - JESUS É SEPULTADO


Não há dor maior para uma mãe do que sepultar seu próprio Filho.

As Sete Dores de Maria nos convidam a refletir sobre as dores que passamos em nossa vida. Maria jamais desanimou, sempre manteve-se forte diante de todos estes acontecimentos, porque carregava em seu coração as palavras do Anjo Gabriel "Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo... Não temas Maria, pois encontrastes graça diante de Deus!"

Maria lembrava também de suas palavras: "Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua vontade!"

Ela sabia que Deus sempre estava contigo, Ela sabia que tudo era segundo a vontade de Deus, Ela era a serva fiel, entregou-se a Deus e tudo deveria suportar porque confiava plenamente em Deus.

Maria hoje nos é um grande exemplo de Fé, de humildade e de entrega a Deus.

Pregado na Cruz Jesus nos entrega Maria: "Filho, eis a tua mãe!", através deste gesto, Maria torna-se a minha mãe, a tua mãe, e sempre está ao nosso lado nos aparando nos momentos de dor com seu olhar acolhedor de mãe.

Ela recorre a seu Filho Jesus, que está sentado a direita do Pai, sempre que nos vê em situações difíceis, por sua vida de fé e sofrimento, Maria não quer ver nenhum filho sofrer e através da sua poderosa intercessão somos agraciados com o amor de Mãe que vem ao nosso socorro sempre que a dor quiser nos assolar.

Maria, mãe de Deus e nossa mãe, recorre a teu filho Jesus por todos nós!




ASSISTA ESTA REFLEXÃO SOBRE AS COISAS QUE NOS AFASTAM DE DEUS

CONHEÇA A IMAGEM GIGANTE DE APARECIDA EM MAFRA-SC

Nenhum comentário:

Postar um comentário