Sempre é tempo de deixar o Cristo, símbolo maior da esperança, nascer em nosso coração!





Participando de enquetes na internet ou vendo comentários de amigos e parentes, percebo uma crescente descrença em relação ao Natal, os comentários mais chocantes foram em relação a distorção comercial feita em relação ao Natal.

Para alguns o Natal limitou-se simplesmente ao consumismo, para outros ele está exclusivamente limitado ao Papai Noel e ainda vários ateus, tomados pelo orgulho e frustrados por não poder participarem dessa grande festa, resolvem desabafar através de comentários irônicos criando suas próprias teorias da origem do Natal ou simplesmente afirmam: “Deus não existe não há o que comemorar!”.

Para o Cristão Católico, o Natal deve ser a grande Festa Litúrgica onde celebramos o Verbo que se fez carne e habitou entre nós, o dia em que nasceu para nós o Salvador.

Mas a celebração do Natal não está limitada somente aos Católicos, ou aos que creem na Santíssima Trindade, o Natal transformou-se socialmente no dia da união, do amor, da partilha, da fraternidade, da caridade, é o dia da igualdade.

Natal é tempo de esperança, de sonho e de alegria, e isto independente de crença ou religião, este é o desejo de todo ser humano sensato.


Ahhh!!! Como seria bom se todo o ser humano pudesse entender isto, como seria bom se todos pudessem saborear um pouquinho deste “verdadeiro” Natal.

Se você tem o desejo participar ativamente desse grande festa, é preciso abrir seu coração para transbordar esses sentimentos.

Não se preocupe, o Natal acontece todo o dia, pois o Natal verdadeiro deve acontecer primeiro em seu Coração.

Sempre é tempo de deixar o Cristo, símbolo maior da esperança, nascer em nosso coração.

Eu poderia continuar falando muito mais sobre o Natal, mas por enquanto deixo vocês com essa música que resume tudo o que penso:





"Se a gente é capaz de espalhar alegria, se a gente é capaz de toda essa magia, eu tenho certeza que a gente podia, fazer com que fosse natal todo dia!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário